joaoelderenativafm: A Curiosidade Do Dia: Pergunta A Você: O Que Poderia Acontecer Se A Terra Parasse De Girar ???,A Resposta Dessa Curiosidade Vai Ser Respondida Logo No Inicio E Depois Já Lanço Outra Para Hoje Terça - Feira Dia 30 De Agosto De 2011 A Pedido Dos Ouvintes A Resposta Da Curiosidade Está Ai A Baixo.E Responda Pelos Contatos Da Rádio Comunitária Nativa Fm:>>> Fones ( 088 ) 34242115 # 34241350 Tem O Celular Da Tim ( 04188 ) 9661 - 1491 Nosso Site > www.nativafm.radio.br E Boa Sorte!!! Apoio Rádio Comunitária Nativa Fm E Adriano Divulgações

22ª Sessão do 1º Periodo da 1ª Sessão Legislativa da 15ª Legislatura

Minha Rádios sua Rádio - Aumente o volume

Quantos dias já se passaram de 2017

Quantos dias faltam para 2018

sábado, 27 de agosto de 2011

A Curiosidade Do Dia: Pergunta A Você: O Que Poderia Acontecer Se A Terra Parasse De Girar ???,A Resposta Dessa Curiosidade Vai Ser Respondida Logo No Inicio E Depois Já Lanço Outra Para Hoje Terça - Feira Dia 30 De Agosto De 2011 A Pedido Dos Ouvintes A Resposta Da Curiosidade Está Ai A Baixo.E Responda Pelos Contatos Da Rádio Comunitária Nativa Fm:>>> Fones ( 088 ) 34242115 # 34241350 Tem O Celular Da Tim ( 04188 ) 9661 - 1491 Nosso Site > www.nativafm.radio.br E Boa Sorte!!! Apoio Rádio Comunitária Nativa Fm E Adriano Divulgações

O Que Poderia Acontecer Se A Terra Parasse De Girar?
O Lado Do Planeta Que Ficasse Voltado Para O Sol Se Transformaria Em Deserto
Com Temperaturas Elevadíssimas. Os Oceanos Esquentariam Tanto Que
Levantariam Vapores De Água. O Outro Lado Teria Temperaturas Tão Baixas Que
 Uma Crosta De Gelo Seria Rapidamente Formada. A Diferença Térmica Entre Os
Lados Provocaria Fortes Ventanias. A Ausência Da Força Centrífuga, Resultado Da
 Rotação Terrestre, Faria Com Que Todos Os Objetos Aumentassem De Peso.
 Não Existiria Vida No Planeta.

Falando Um Pouco Mais Sobre As Plantas
Pois Estão Entrando Em Extinção Cerca de 22% das
 plantas do mundo estão ameaçadas de extinção, segundo
uma pesquisa que avaliou os perigos que ameaçam as espécies
vegetais. O estudo, que envolveu cientistas britânicos,
indica que os muitas das 380.000 espécies diferentes
conhecidas corem o risco de desaparecer como os mamíferos
e estão mais ameaçados que os pássaros.Um grupo de
cientistas do Kew Gardens de Londres, do Museu de
História Natural de Londres e da União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN) apurou que a maior ameaça
ao habitat de plantas é a ação humana. A destruição da mata
atlântica da América do Sul, derrubadas e queimadas de áreas florestais em Madagáscar, as plantações de palma para produção de azeite na Indonésia e a agricultura intensiva na Europa e América são as grandes ameaças aos habitats naturais das plantas. O estudo indica que entre 80.000 e 100.000 espécies de plantas estão ameaçadas de extinção em todo o mundo, um número 50 vezes superior ao número de espécies nativas nas ilhas britânicas. Para chegar a esta conclusão, o relatório tomou como referência 7.000 plantas pertencentes a cinco grupos principais de vegetais que incluem musgos, samambaias, coníferas, algumas flores, como orquídeas, gramíneas e leguminosas. Tanto as espécies raras como as mais comuns foram avaliadas para se ter uma visão mais clara do seu futuro, em contraste com a atual Lista Vermelha de espécies de plantas ameaçadas desenvolvida pela IUCN, compreendendo apenas 3 por cento das plantas existentes já que está focada nas que correm risco de extinção. Os pesquisadores descobriram que 22% destas espécies podem ser classificadas como "criticamente ameaçadas" de extinção, apenas "em perigo" ou "vulneráveis". Cerca de 10% ainda não estão em perigo, mas estarão se não tomarmos as medidas adequadas, como acontece com a flor conhecida como snowdrops, que chegou ao Reino Unido como uma espécie invasora, mas está perdendo terreno em sua habitat natural na Europa Central e Oriental.
A maioria das espécies ameaçadas são nativas de florestas tropicais, onde cresce a maior variedade de plantas, e de ilhas que estão no meio do oceano, como Páscoa e Bermudas. O grupo das gimnospermas, da qual pertencem as coníferas, é o mais ameaçado, com cerca de 36% das espécies do componente de risco.
O diretor do Kew Royal Botanic Gardens, Stephen Hopper, disse que o estudo "confirma o que já suspeitava: Que as plantas estão ameaçados pela ação humana". "Nós não podemos ficar parados enquanto as espécies desaparecem. As plantas são a base da vida na Terra, fonte de ar limpo, água, alimentos e combustível, e toda a vida animal depende delas", disse Hopper, que observou a necessidade de utilizar todas as ferramentas do conhecimento para evitar o desaparecimento da vida vegetal. O estudo é publicado apenas algumas semanas antes de os funcionários da ONU reunirem-se em Nagoya (Japão) para discutir sobre a biodiversidade e definir metas para a proteção da natureza. [Fonte: Estadão]











Nenhum comentário: