joaoelderenativafm: Conheça as sete vítimas do acidente que matou Eduardo Campos

Quantos dias já se passaram de 2017

Quantos dias faltam para 2018

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Conheça as sete vítimas do acidente que matou Eduardo Campos

A equipe de Eduardo Campos e os dois pilotos morreram na manhã desta quarta-feira (13) em um acidente aéreo em Santos

O candidato do PSB à Presidência da República e ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos morreu, na manhã desta quarta-feira (13), na queda de uma aeronave Cessna Citation XLS em Santos, no litoral sul de São Paulo.

Além de Eduardo Campos, estavam no avião os pilotos Geraldo Magela Barbosa da Cunha e Marcos Martins, o assessor de imprensa Carlos Augusto Leal Filho, o fotógrafo Alexandre Severo Gomes e Silva, o cinegrafista Marcelo Lira e Pedro Valadares Neto, ex-deputado federal por Sergipe e assessor particular de Campos.
http://4.bp.blogspot.com/-dQ-SOucSEx8/U-A-btc1RoI/AAAAAAAANPg/c710MaqVmss/s1600/Eduardo+Campos.jpg
Eduardo Campos: Candidato do PSB, pela coligação Unidos para o Brasil, o político viajava para Santos para cumprir agenda de campanha eleitoral. Lá, ele seria entrevistado por emissoras de TV, concederia coletiva e participaria de um seminário sobre o porto de Santos. Campos havia completado 49 anos no último dia 10 de agosto e morreu no mesmo dia em que o avô Miguel Arraes, falecido em 2005. Ele será enterrado no mesmo túmulo de Arraes, no cemitério de Santo Amaro, em Recife. Ele deixa mulher e cinco filhos, o mais novo de apenas sete meses.
Alexandre Severo Gomes e Silva: Fotógrafo foi contratado para cobrir a campanha de Eduardo Campos durante as eleições deste ano. Alexandre, que aos 36 anos já havia recebido importantes prêmios, trabalhou para os jornais Diário de Pernambuco, Jornal do Commercio e Folha de Pernambuco. Em 2009, Severo recebeu menção honrosa do prêmio Wladimir Herzog pelas imagens feitas de irmãos albinos em Recife. O corpo dele será velado no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, no Grande Recife e será cremado em seguida. O fotógrafo morreu aos 36 anos.
Foto: Reprodução / TV Globo
Carlos Augusto Ramos Leal Filho: O jornalista que tinha 36 anos era assessor de imprensa pessoal de Campos. Percol, como era conhecido, também assessorou diretamente o candidato à presidência durante o governo de Eduardo, em Pernambuco. Percol também coordenou a campanha de Geraldo Julio, que se elegeu prefeito de Recife em 2002. Na época ele também foi nomeado secretário de imprensa.
Marcelo de Oliveira Lyra: O cinegrafista foi contratado para ser diretor de fotografia na campanha. Apesar de ser de Recife, Lyra estava morando em São Paulo por conta do trabalho. Ele começou atuar como fotógrafo em 2000 e participou da fundação da agência Olhonu. Marcelo era casado e tinha dois filhos de um ano. Ainda não há informações sobre o sepultamento.
Pedro Valadares Neto: ex-deputado federal e assessor de imprensa, Pedrinho, como era conhecido, foi eleito 1991 e 1995 pelo PFL; entre 1997 e 1999 pelo PP; e entre 1999 e 2003 pelo PSB. Também assumiu mandato em 2008 e em 2010 como suplente pelo DEM. Ele era casado com Simone Valadares, promotora de Justiça do Maranhão, com quem tinha dois filhos. Aos 48 anos ele também já havia assumido cargos como o de secretário-geral da Prefeitura de Simão Dias e de secretário de Turismo do Estado do Sergipe.
Marcos Martins: piloto paranaense de 42 anos trabalhava com Eduardo Campos havia pouco tempo e, segundo o pai José Fuentes Martins, tinha muita experiência internacional. Marcos atuava como piloto havia cerca de 15 anos e deixa esposa e dois filhos de 6 e 2 anos.  A  licença de pilotagem dele estava válida.
Geraldo Magela Barbosa da Cunha: segundo piloto morto no acidente, ele estava dedicado à campanha de Eduardo Campos. Geraldo tinha 45 anos e trabalhava como piloto havia mais de 20 anos. Geraldo deixou a mulher grávida de sete meses. Ela foi para os Estados Unidos fazer compras para o bebê - segundo filho do casal.

Nenhum comentário: