joaoelderenativafm: Algumas pessoas são os alvos preferidos dos mosquitos

Quantos dias já se passaram de 2017

Quantos dias faltam para 2018

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Algumas pessoas são os alvos preferidos dos mosquitos

Os mosquitos preferem atacar você do que outras pessoas? A ciência explica o motivo de você ser o alvo preferido desses insetos e por que outras pessoas podem ser consideradas verdadeiros repelentes humanos.

Você não estava errado em pensar que os mosquitos tem suas preferências na hora de picar as pessoas. Investigadores do Reino Unido e dos Estados Unidos parecem ter encontrado uma possível solução para esse mistério irritante relacionado a preferência desses insetos que gostam de nos atacar. Quantas vezes você já ouviu a seguinte frase: “Parece que os mosquitos gostam mais de mim!”? Bom, foi descoberto que um fator genético faz com que determinado tipo de pessoas sejam o alvo preferido desses insetos.

Um estudo promovido pela Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres em colaboração com a Universidade de Nottingham e Universidade da Flórida estudou esse fenômeno. Os cientistas descobriram que um componente genético relacionado ao nosso odor nos faria mais ou menos atraentes para os mosquitos.

Em um estudo anterior publicado no “PLoS One”, é mostrado que as pessoas que são menos atraentes para os mosquitos produzem um espécie de repelente natural e isso aparentemente é algo transmitido através dos nossos genes. Após uma série de experimentos com 18 gêmeos idênticos e 19 gêmeos não idênticos, os investigadores concluíram que os gêmeos idênticos foram mais atraentes para os mosquitos, o que sugere que os genes desempenham um papel importante quando se trata da “atração” dos mosquitos.

O estudo também determinou que as fêmeas dos mosquitos preferem o cheiro de certas pessoas quando decidem se alimentar para reproduzir. Por exemplo, as mulheres grávidas são mais atraentes para os mosquitos da malária na África, enquanto pessoas com muita massa corporal também são mais atraentes para os mosquitos e pernilongos.

O principal autor do estudo, James Logan explica que “a investigação do mecanismo genético por trás da atração dos insetos como mosquitos pode ajudar a desenvolver maneiras melhores para nos manter seguros de picadas de insetos e as doenças que podem ser transmitidas através de picadas “.

Entender o que faz com que o mosquito ataque uma pessoa e não ataque outra irá “desenvolver maneiras de controle de mosquitos além de desenvolver novas maneiras de repelir  esses insetos”, observa Logan.

Fonte dessa Matéria: quer saber mais? Clique aqui   

Nenhum comentário: